Dicas para você conseguir emagrecer de forma rápida e eficaz

A luta pelo emagrecimento vem crescendo e as ofertas de dietas “milagrosas” também. Diante de tantas dietas que o mundo nos oferece, parece impossível que não se obtenha sucesso com nenhuma delas, mas isto acontece com muitas pessoas.

Neste processo de emagrecimento, quando não se obtém nenhum (ou o mínimo) de resultado é muito frustrante. Geralmente as dietas exigem “sacrifícios” e disciplina.

Nesta guerra com tentativas e fracassos o estresse vai minando a vida da pessoa e o desânimo toma conta, mas a boa notícia é que hoje você pode fazer aprender várias receitas para emagrecer e aplicar tudo que ensina no cardápio que você conseguirá ótimos resultados, e se você quiser melhorar mais ainda esses resultados, basta fazer o uso do detox caps que é um produto natural para emagrecer, que irá funcionar muito bem.

Se este é o seu caso, procure um profissional da saúde para que ele investigue através do seu histórico e exames onde está sua dificuldade. Lembre-se que cada indivíduo é diferente, o que dá resultado para um amigo, pode não dar para você.

Para lhe dar uma ideia, selecionamos algumas causas que podem estar impossibilitando o seu sucesso nas dietas de emagrecimento.

Hormonal

Seus hormônios podem estar em desequilíbrio. Vários fatores podem ocasionar este desequilíbrio: cansaço, ansiedade, ciclos menstruais, depressão, problemas com a tireoide e outros.

Exercícios

A necessidade de uma atividade física é muito importante no processo de emagrecimento. Muitas pessoas afirmam que se exercitam e mesmo assim não emagrecem. Pode ser que a forma que estão fazendo não está beneficiando seu corpo. Descubra o que funciona melhor para seu corpo.

Carência de vitamina D

A falta de vitamina D no organismo está associada ao ganho de peso assim como também a outros processos que envolvem o metabolismo. Se você é do tipo de pessoa que fica muito tempo sem tomar sol, em ambientes fechados, provavelmente você tem esta deficiência. Através de um exame você poderá saber o seu nível desta vitamina no seu organismo. Se for constatado a deficiência, o médico poderá lhe orientar um bom suplemento vitamínico.

Sedentarismo

Uma das causas da obesidade é o sedentarismo. Muitos trabalhos exigem que as pessoas passem horas sentadas. Se este é o seu caso, procure movimentar-se nos intervalos do seu trabalho.

Disfunções na absorção

O funcionamento dos intestinos determina o bem-estar e o funcionamento do nosso organismo. Intestinos lento ou disfuncional podem estar atrapalhando sua dieta.

Exagero nas quantidades de alimentos

Mesmo que o alimento seja saudável, você deve ingerir com moderação. Faça de 5 a 6 refeições (porções) por dia com pequenas quantidades.

Mastigar bem

Mastigar bem os alimentos ajuda a perder peso além de melhorar seu processo digestivo.

Estresse

O estresse, a longo prazo, pode desequilibrar os níveis de açúcar no sangue, alterar níveis de cortisol e outros hormônios.

https://www.youtube.com/watch?v=fHS2eLio98M

Impotência por ansiedade dicas e tratamentos

Também conhecida como impotência emocional, a impotência sexual causada por ansiedade é um quadro cada vez mais comum hoje em dia, acometendo uma grande quantidade de homens no mundo inteiro.

O fato é que os casos de impotência por ansiedade estão ocorrendo com uma frequência cada vez maior, e pode ser desencadeado por uma série de problemas.

No entanto, independentemente da causa, o problema é sério e merece atenção, visto que pode ser extremamente nocivo para a saúde física e mental das pessoas.

Para que esse tema fique um pouco mais claro, continue lendo e descubra mais detalhes sobre as causas e como lidar com o problema logo a seguir.

O que é a impotência por ansiedade

A impotência emocional é um problema físico, que impede o homem de ter uma ereção satisfatória, mas que, no entanto, apresenta um fundo psicológico.

É chamada de impotência por ansiedade, porque é comumente causada por um problema conhecido com ansiedade de desempenho.

Nesse caso, o homem fica ansioso em relação ao seu desempenho e acaba falhando. Como já falhou uma vez, ele acaba ficando com medo de falhar de novo, o que só piora ainda mais o quadro, criando um ciclo.

O fato é que algumas emoções levam a liberação de altos níveis de adrenalina, que é um neurotransmissor que impede as ereções.

Veja também: Como engrossar o penis

Quais as causas

As causas da impotência emocional podem ser bem variadas e sua ocorrência tem aumentado nos homens com idade entre 24 e 36 anos.

De uma forma geral, os homens não apresentam qualquer tipo de problema físico que leve à impotência, mas sim problemas psicológicos que impedem esse problema físico.

As principais causas são as seguintes:

  • Problemas de ansiedade
  • Altos níveis de estresse
  • Traumas
  • Exagero de padrões estéticos
  • Medo em relação ao próprio desempenho sexual ou possibilidade de fracassar
  • Conflitos amorosos ou emocionais
  • Baixa autoestima
  • Casos de abuso
  • Outros

Tratamentos

De uma forma geral, a melhor linha de tratamento para esse problema é a psicoterapia. Assim o paciente pode expor e tratar seus menos, problemas, sua rotina e outras questões que podem estar levando ao problema.

Mais do que isso, a psicoterapia ainda ajuda a tratar os problema de forma mais assertiva, encontrando o fator motivacional da impotência, encontrando as soluções necessárias.

Já em outros casos pode ser necessário implementar algumas mudanças na rotina, como adotar uma profissão mais menos estressante, iniciar a prática de atividades físicas e outros.

O mais importante de tudo é procurar ajuda profissional que possa avaliar o caso corretamente e determinar a melhor abordagem.

Pronto, agora você já sabe o que é a impotência por ansiedade!

Curas naturais para disfunção erétil

A disfunção erétil (DE), ou impotência, é um grande desafio para muitos homens hoje, independentemente de sua idade – jovem, meia-idade ou velho. Como  a disfunção erétil  pode ser causada por muitos fatores – uma condição de saúde, problemas emocionais ou de relacionamento, alguns tipos de medicamentos, fumo, drogas ou álcool – uma cura da disfunção erétil é possível.

Embora as opções de tratamento para disfunção erétil possam incluir medicamentos e cirurgia para a disfunção erétil, também existem remédios não invasivos para a disfunção erétil que podem ajudar. 

De acordo com a Mayo Clinic, os homens com disfunção erétil podem apresentar alguns ou todos estes sintomas persistentes:

  • Desejo sexual reduzido
  • Problemas para obter uma ereção
  • Problemas para manter uma ereção

Na verdade, uma razão comum pela qual muitos homens mais jovens visitam o médico é para obter medicamentos para disfunção erétil. Freqüentemente, os homens com disfunção erétil sofrem de diabetes ou doenças cardíacas, ou podem ser sedentários ou obesos, mas não percebem o impacto dessas condições de saúde na função sexual. Junto com o tratamento da disfunção erétil, o médico pode recomendar o manejo da doença, ser mais ativo fisicamente ou perder peso.

As causas da disfunção erétil são muitas, incluindo problemas físicos como diabetes, doenças cardíacas, obesidade, pressão alta, colesterol alto e até distúrbios do sono. Remédios tomados para problemas de saúde podem resultar em disfunção erétil, assim como o álcool e o fumo.

Mas a disfunção erétil também é causada por problemas de saúde mental, como ansiedade, depressão, estresse e problemas de relacionamento. É por isso que visitar um médico para tratamento da disfunção erétil é tão valioso.

Se ignorada, a disfunção erétil pode levar a complicações, como vida sexual insatisfatória, baixa autoestima, alta ansiedade e problemas de relacionamento. Ter uma parceira grávida também se torna difícil se o homem sofre de disfunção erétil.

Um  estudo publicado em maio de 2014 no  The Journal of Sexual Medicine  descobriu que alguns homens podem reverter a disfunção erétil com mudanças saudáveis ​​no estilo de vida, como exercícios, perda de peso, uma dieta variada e um bom sono. Os pesquisadores australianos também mostraram que, mesmo se a medicação para disfunção erétil for necessária, é provável que seja mais eficaz se você implementar essas mudanças no estilo de vida saudável.

Para os homens que procuram medicamentos para DE, existem muitos tratamentos mais recentes para disfunção erétil (todos os medicamentos prescritos) que ajudam a obter uma ereção firme o suficiente para fazer sexo, e a maioria tem poucos efeitos colaterais.

Os tratamentos para disfunção erétil comumente prescritos incluem:

  • Stendra (avanafil)
  • Viagra (sildenafil)
  • Cialis (tadalafil)
  • Levitra ou Staxyn (vardenafil)

Se você precisa de tratamento para disfunção erétil, converse com seu médico hoje, mas além desses remédios acima, ainda existe produtos naturais para combater a impotência, e o Motumbo é um estimulante natural que ajuda melhorar o desempenho sexual.

O exercício é um tratamento ativo para a disfunção erétil

“Existem muitas mudanças no estilo de vida que são remédios para disfunção erétil , mas entre eles, o exercício é o tratamento para a DE que pode ter o maior impacto”, disse  Zachary R. Mucher, MD, urologista em Sugar Land, Texas. “O exercício funciona em várias frentes para combater o desenvolvimento de DE e ajudar a revertê-lo quando se tornar um problema.”

O exercício melhora o fluxo sanguíneo, que é de vital importância para uma ereção forte, e melhora a pressão arterial ao aumentar o óxido nítrico nos vasos sanguíneos, que ele diz ser exatamente como o Viagra funciona. O exercício de levantamento de peso pode aumentar a produção natural de testosterona, um fator significativo na força erétil e desejo sexual. 

Um remédio para disfunção erétil é uma dieta saudável

Os alimentos que você ingere podem ter um impacto direto na disfunção erétil, diz o Dr. Mucher. Uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos inteiros e peixes, e com menos porções de carne vermelha e grãos refinados, diminui o risco de DE. 

Uma dieta saudável  também ajuda a manter um peso corporal saudável, o que é importante porque os homens com cintura de 42 polegadas têm 50% mais chances de ter DE do que homens com cintura de 32 polegadas. Além disso, a obesidade aumenta o risco de doenças vasculares e diabetes , dois fatores que contribuem para a DE.   

O sono é um tratamento natural para a disfunção erétil

Padrões de sono ruins podem ser um fator que contribui para a disfunção erétil, diz Mucher. Uma revisão publicada na revista Brain Research enfatizou a intrincada relação entre o nível de hormônios sexuais como testosterona, função sexual e sono, observando que os níveis de testosterona aumentam com a melhora do sono e níveis mais baixos estão associados à disfunção sexual. 

A secreção de hormônios é controlada pelo relógio interno do corpo, e os padrões de sono provavelmente ajudam o corpo a determinar quando liberar certos hormônios. 

Aderir a um cronograma de sono definido é um remédio natural para a disfunção erétil e pode ajudar a garantir que esses sinais sejam claros e consistentes.

Pare de fumar para parar a disfunção erétil

Para muitos homens, parar de fumar é um remédio para disfunção erétil, especialmente quando a DE é o resultado de uma doença vascular , que ocorre quando o suprimento de sangue ao pênis fica restrito por causa do bloqueio ou estreitamento das artérias. Fumar e até mesmo tabaco sem fumaça também pode causar o estreitamento de vasos sanguíneos importantes e ter o mesmo impacto negativo.  

Se você fuma, converse com seu médico sobre como parar de fumar e se os medicamentos prescritos podem ajudá-lo.

Limite o álcool para melhorar a DE

“O álcool é um depressivo e pode causar disfunção erétil temporária e de longo prazo”, adverte Mucher. 

O sistema nervoso central é responsável pela liberação de óxido nítrico, uma substância química essencial para produzir e manter uma ereção, e o consumo excessivo de álcool deprime o sistema nervoso central, fazendo com que ele funcione com menos eficiência. Óxido nítrico insuficiente se traduz em disfunção erétil.

Monitore seus medicamentos para acabar com a disfunção erétil

A disfunção erétil pode ocorrer como efeito colateral de medicamentos tomados para outro problema de saúde. Os culpados comuns são medicamentos para hipertensão , antidepressivos , alguns diuréticos, beta-bloqueadores, medicamentos para o coração, medicamentos para o colesterol, medicamentos antipsicóticos, medicamentos hormonais, corticosteróides, quimioterapia e medicamentos para calvície de padrão masculino, entre outros.

Se você acha que seu medicamento pode estar causando DE, converse com seu médico, mas não interrompa o uso por conta própria. Alguns medicamentos devem ser reduzidos gradualmente sob a supervisão de um médico.

Queda de Cabelo na Gravidez

A queda de cabelo é uma condição que pode acontecer por uma grande variedade de motivos. No entanto, a gravidez também é um momento bastante propício para isso, afinal, o corpo está passando por uma série de alterações hormonais.

Isso sem falar em oscilações emocionais, que podem afetar o equilíbrio mental e ocasionar estresse, por exemplo.

Vale lembrar ainda que a queda de cabelo mais comum mesmo é no pós parto, que quanto há uma queda brusca dos hormônios.

Mesmo assim, nada disso é motivo para desespero, afinal, essa é uma condição normal e até esperada na maioria dos casos. No entanto, é essencial estar sempre realizando os exames pré-natal e acompanhamento médico corretamente.

Queda de cabelo na gravidez é normal?

Sim, a queda da cabelo durante esse período de gestação é algo um tanto comum. No entanto, é no pós-parto que ela ocorre na maioria das mulheres, podendo chegar a uma perda e até 500 fios por dia.

Já em algumas mulheres, pode ocorrer justamente o contrário e o cabelo fica mais viçoso e forte durante o período.

O mais importante de tudo é comunicas essa questão para o médico, para que ele possa avaliar o quanto é normal essa queda, bem como se ela é causada pela variação hormonal mesmo ou se pode ter outras causas, como carência de vitaminas.

Como tratar queda de cabelo na gravidez

A queda dos fios durante esse período, na maioria dos casos, não precisa ser o motivo de muita preocupação. No entanto, claro, pode causar um grande incomodo.

Além das dicas a seguir, existe o gummy hair que é um produto natural para fortalecer e tratar a queda de cabelos em homens ou mulheres.

Por isso, é que existem alguns cuidados que podem ajudar você nesse período, veja:

  • Variação de peso

Atente-se para esse fator pois variações bruscas podem causar a queda de cabelos na gestação. Então, mantenha o controle do peso.

  • Anemia

É possível que a queda de cabelo durante o período gestacional esteja associada a anemia. Se for esse o caso, é importante descobrir o tipo de anemia, sendo que a mais comum é causada pela falta de ferro, podendo ser resolvida com suplementação.

  • Alimentação balanceada

A falta de algumas vitaminas e nutrientes pode causar a queda dos cabelos e durante esse período a exigência nutricional é maior. Por isso, atente-se para uma boa alimentação, que seja rica em vitaminas, nutrientes e minerais.

  • Saúde do couro cabeludo

Manter uma boa higiene e usar os produtos certos para seu tipo de cabelo também é algo essencial. Opte por shampoos de limpeza mais profunda, visto que o couto cabeludo tende a ficar mais oleoso nessa fase!

Saiba mais sobre o produto no site: http://www.pontolit.com.br/gummy-hair-funciona/

Quando usar máscara capilar e quando usar condicionador

Ninguém mais duvida da importância dos cabelos para as mulheres, que vai muito além da beleza e estética. Para a grande maioria das mulheres, eles têm a ver com a sua autoestima, poder, sedução, ego, humor e, até mesmo, com a sua vida.

Quem nunca viu alguma mulher ao mudar de vida, seja por um novo emprego, um final, ou início, de relacionamento, enfim, ela mudar, também, de corte ou cor de cabelo?

O fato é que toda mulher quer ter cabelos bonitos e bem tratados. Assim, tudo que diz respeito a eles interessa e as dúvidas são muitas. Inclusive, uma bem básica: quando usar máscara e quando usar condicionador?

Essa também é sua dúvida? Então, veio ao lugar certo, vamos explicar aqui em detalhes!

Antes de mais nada, é preciso entender que tanto o condicionador, como a máscara capilar, se usados da forma correta, podem ajudar, e muito, na saúde e beleza dos cabelos.

O problema, no entanto, é saber quando usar cada um deles, o que você vai descobrir agora! Mas se o seu problema for queda de cabelo e você deseja melhorar e fortalecer os fios, o capimax hair é um produto natural que ajuda a combater a queda de cabelo e fortalecer os fios.

Condicionador x máscara capilar

Primeiramente, vamos entender as principais diferenças entre esses dois produtos.

  • Condicionador: serve para fechar as cutículas dos fios, que são abertas com o shampoo. Embora o condicionador não tenha o poder de tratamento, ele serve para dar brilho e maciez aos fios.
  • Máscara: serve para garantir a manutenção de um tratamento que começa com um profissional no salão.

Então, embora sejam produtos diferentes e com funções específicas, ambos têm em comum o fato de não poderem ser aplicados diretamente no couro cabeludo.

Um produto pode substituir o outro?

Não! Além de ser possível substituir um produto pelo outro, muitas vezes, é preciso usar os dois juntos para potencializar o tratamento.

Porém, se não tiver o condicionador em casa, pode até usar a máscara em seu lugar, mas só em ocasiões extraordinárias, ou seja, uma vez ou outra, nesse caso, precisando diluir o produto com água.

O ideal é aplicar a máscara na mão, junto com um pouco de água, para dissolver e deixá-la mais suave, caso use-a no lugar do condicionador.

Frequência ideal

Condicionador

É preciso usar o condicionador toda vez que lavar os fios, pois toda vez que você lava os cabelos, as cutículas se abrem para limpar, então, precisa usar o condicionador para ajudar a selar, trazendo uma textura maleável aos fios.

E mais, se lavar os cabelos e não usar condicionador, poderá ficar com o cabelo muito áspero. A dica, portanto, é procurar produtos indicados para o seu tipo de cabelo.

Máscara

No caso da máscara, ela deve ser usada com um intervalo maior, uma ou duas vezes na semana.

A dica é usar a máscara após o shampoo, no comprimento e pontas, deixando agir por cinco minutos, depois enxaguar. Para uma melhor finalização, procure aplicar o condicionador depois e enxaguar.

Ou seja, usando nessa ordem, máscara e condicionador, você vai conseguir selar a cutícula e deixar os cabelos com um melhor acabamento. O condicionador serve ainda para finalizar, deixando os fios macios e com um super brilho.

5 Dicas para prevenir ou amenizar as varizes

As varizes, além de serem um problema estético, interferindo na autoestima de muitas mulheres, também podem representar um sério risco à saúde, podendo desencadear uma série de doenças.

Infelizmente, pesquisas apontam que mais de 50% da população sofre desse problema, que pode aparecer como pequenos vasinhos, ou veias grossas e salientes.

Para quem não sabe, varizes são dilatações das veias que acabam gerando dores e sensações desconfortáveis ao corpo, impedindo a circulação do sangue, o que piora ainda mais o estado das regiões afetadas.

Principais causas das varizes

As varizes costumam aparecer com maior incidência nas mulheres, principalmente, durante a gestação, mas também podem surgir em pessoas sedentárias, obesas ou com predisposição genética.

Embora, geralmente, as varizes seja um problema crônico, em alguns casos, no entanto, dependendo do grau, elas podem ser tratadas.

Em casos graves, porém, o tratamento pode ser cirúrgico, embora, mesmo assim, não há garantia de que o problema não volte a aparecer.

Mas, a boa notícia é que, na maior parte dos casos, as varizes podem ser evitadas, bastando seguir algumas dicas, tais como:

Mudar o estilo de vida

Praticar exercícios, caminhar, andar de bicicleta, são atividades que ajudam a circulação e ainda contribuem para a perda de peso. E, claro, junto com essas atividades, é preciso investir em uma alimentação mais saudável, baseada em fibras, rica em nutrientes, frutas, cereais, verduras e legumes.

Opções naturais

Alguns fitoterápicos são muito benéficos para tratar as varizes, principalmente, os vendidos em farmácias de manipulação. Procure consultar um especialista para descobrir o que pode ser mais eficaz no seu caso.

O creme para varizes Varizero funciona muito bem e também é um produto natural.

Vale ainda apostar em opções naturais como o ginkgo biloba, que ajuda no alívio da dor e proporciona maior resistência à circulação local, ou em hamamélis e aloe vera, que além de possuírem ação antioxidante, também agem no combate ao bloqueio das veias.

E, como não poderia deixar de ser, nunca é demais apelar para um bom escalda-pés com água morna de ervas fervidas, que ajuda a aliviar os sintomas do problema.

Pernas para cima

Outra dica é reserve, todos os dias, uns 15 minutos com as pernas para cima, para fazer com que o sangue desça, e assim diminuir as dores. E ao se deitar, procure dormir com as pernas mais elevadas que o corpo.

O importante é, seja no trabalho ou em casa, procurar fazer intervalos para relaxar as pernas, evitando longos períodos sem movimento.

Meias de compressão

Já bem conhecidas, as meias de compressão são ideais para casos onde há dores e inchaços, podendo ser encontradas em lojas de equipamentos hospitalares ou ortopédicas especializadas. E vale evitar usar calçados, calças e meias muito apertadas por longos períodos, dando uma folga aos seus pés.

Invista em Massagens e terapias

Nessa luta para combater as varizes ou seus sintomas, vale apelar para massagens relaxantes, terapêuticas, drenagem linfática, acupuntura, aromaterapia, cromoterapia. Ou, se preferir, pode também apenas fazer massagens leves nos locais das varizes, deslizando os dedos na direção oposta aos pés, no caminho do coração. Uma dica é usar óleos de alecrim e lavanda.

Lembrando que essas são dicas para casos mais leves, pois, se sentir dores muito fortes, é preciso procurar ajuda profissional o mais rápido possível, para  que seja analisada a situação das pernas.

Dieta Líquida de 2 Dias Para Perder Peso

Está querendo perder peso? Sabia que emagrecer no inverno é mais fácil?

Pois é, se por um lado sentimos mais fome, por outro, em temperaturas mais baixas o metabolismo acelera, ou seja, o corpo precisa gastar mais energia para manter a temperatura interna.

Isso quer dizer que… é mais fácil emagrecer no frio do que no calor!

Então, que tal essa ajudinha da natureza para mandar embora aqueles quilinhos a mais? Com o frio fica bem mais fácil investir em sopas, assim, a dica é  apostar em uma dieta líquida, que é super saudável e uma forma fácil de perder peso.

Se você fizer a dieta líquida juntamente com emagrecedor natural detona gordura que é um produto natural para emagrecer, seu resultados serão absurdo.

Como é a dieta líquida

Na dieta líquida, como o próprio nome sugere, só é permitida a ingestão de líquidos, como água, chás, sucos sem açúcar, sopas e vitaminas.

E atenção, mesmo que seja saudável, feita com ingredientes saudáveis, este tipo de dieta deve ser mantido por, no máximo 5 dias, para não haver carência nutricional de nenhum tipo, e para não correr o risco de deixar o organismo  mais lento, levando a um aumento de peso, com o acúmulo de gordura.

A dieta líquida, sem bem feita, com ingestão de líquidos ricos em vitaminas e minerais, pode ajudar a desintoxicar o organismo, desinchar o corpo, e melhorar o funcionamento do intestino, dessa forma, ajudando a perder peso.

Certamente, existem vários tipos de dieta líquida, algumas sem prezar muito pela saúde. Essa dieta, porém, é nutritiva, mas só pode durar de 2 dias a uma semana, não precisando mais que isso para mostrar ótimos resultados.

Cardápio da dieta líquida

Uma das vantagens dessa dieta líquida, é que seu cardápio pode ser bem variado. Mas, caso tenha dificuldade em montar seu próprio cardápio, confira abaixo um que montamos para servir de base.

Mas, atenção, é aconselhável antes de iniciar qualquer dieta, procurar o acompanhamento de um profissional, para que a dieta não seja prejudicial para a saúde.

Dia 1

Café da manhã

200 ml de suco de 1 laranja + 1/2 maçã + 1 folha de couve + 1 col de sopa de linhaça

Lanche da manhã

200 ml de suco de abacaxi + 1 col de sopa de chia

Almoço/Jantar

4 conchas de sopa de batata, cenoura, brócolis, couve flor e espinafre

Lanche da tarde

200 ml de suco de morango e uvas + 1 folha de couve

Dia 2

Café da manhã

200 ml de suco de melancia + 1/2 pera + 1 folha de couve + 1 col de chá de gengibre

Lanche da manhã

200 ml de água de côco + 1 fatia de mamão com semente de abóbora

Almoço/Jantar

4 conchas de sopa de abóbora, grão de amaranto, chuchu, cenoura e couve

Lanche da tarde

200 ml de suco de goiaba + 1 cenoura + 1 fatia de melão 1 col de sopa de linhaça

Para quem essa Dieta líquida não é recomendada

Embora a dieta seja saudável, ela possui poucas calorias e insuficiência de alguns nutrientes, portanto, para algumas pessoas ela pode não ser recomendável, como, por exemplo, pessoas com diabetes, hipertensão, insuficiência renal ou em tratamento de câncer, nesses casos, devem procurar orientação antes de iniciar a dieta.

Deve abandonar a dieta quem sentir sinais de fraqueza, como tonturas, pressão baixa ou visão turva.

Vale, após a dieta, procurar manter alimentos detox, como frutas e legumes, como parte da alimentação diária, pois ajudam no bom funcionamento do organismo.

Tabela de Calorias Sobre o Alcool

Tabela de calorias – o álcool é uma fonte conveniente de informações para quem deseja perder peso, mas não está convencido a desistir de bebidas com alto percentual.

Infelizmente, o álcool contém muitas calorias, além de principalmente “vazias”, ou seja, aquelas que não contêm nutrientes. Você sabe quantas calorias (kcal) uma garrafa de cerveja, um copo de vinho doce ou cinquenta vodka pura? Veja a tabela de calorias contidas no álcool!

Quantas calorias o álcool contém? É só que as pessoas emagrecedoras devem inseri-lo na lista de produtos proibidos ou pelo menos não recomendados. O conteúdo mais calórico é vodka, menos vinho e cerveja – veja a tabela exata de calorias contidas no álcool !

Quantas calorias (kcal) a cerveja possui?

Segundo dados da The Brewers of Europe, uma organização internacional que reúne as maiores unidades de cerveja dos países europeus, em 2015 a Polônia ficou em 3º lugar no ranking dos maiores produtores e consumidores europeus de cerveja no Velho Continente. Então, sem dúvida, gostamos muito dessa porcentagem de bebida, mas é verdade – quantas calorias a cerveja tem ?

Acontece que, quando se trata de conteúdo calórico, a cerveja, ao contrário da opinião popular, não está na liderança do álcool. Além disso, contém menos calorias do que alguns tipos de vinho.

Geralmente, no entanto, o conteúdo calórico do vinho é fornecido em um copo de 120 mililitros e as cervejas em uma garrafa maior, de pelo menos 250 mililitros. Uma pequena garrafa de cerveja light completa (0,33 l) tem 162 kcal e uma cerveja escura cheia – 224 kcal. Uma garrafa grande (500 ml) de cerveja light tem 245 kcal e cerveja escura – 340 kcal. Para comparação, o vinho branco doce mais calórico em um copo (120 ml) contém 114 kcal.

O principal responsável pelo conteúdo calórico da cerveja é o malte, que contém açúcar de várias formas. Também vale lembrar que na bebida dourada também encontramos vitaminas do complexo B : tiamina , riboflavina , niacina e vitamina B12.

Se pro acaso você está acima do peso e deseja emagrecer de forma saudável, eu recomendo que você faça uso do Cuperine que é um emagrecedor natural a base de plantas que ajuda na perda de peso.

Veja mais dicas no vídeo abaixo:

Dicas Para Prevenir as Varizes

Para que você não precise remover varizes, evite sua formação. Um estilo de vida saudável às vezes pode reduzir a aparência das veias. No entanto, as varizes são genéticas em alguns casos, portanto, infelizmente, as veias feias não podem ser completamente evitadas. No entanto, com os seguintes comportamentos, você pode limitar preventivamente a extensão de suas varizes.

Mova-se suficientemente

As varizes são frequentemente o resultado de pouco exercício e prolongado sentado e deitado. Quem só se deita no sofá após um longo dia no escritório aumenta o risco de desenvolver varizes a longo prazo. Mesmo que seja tão difícil, após um dia de trabalho duro , você deve fazer algum exercício , como uma caminhada ou uma visita à academia.

Mesmo na vida cotidiana, pequenas mudanças podem fazer a diferença. Em vez do elevador, você pode simplesmente subir as escadas e integrar um pouco mais de exercícios à sua vida cotidiana. Isso aumenta o fluxo sanguíneo e garante que o sangue possa circular melhor, resultando em menos varizes.

Realizar exercícios venosos

Para evitar varizes de maneira particularmente eficaz, recomenda-se uma ginástica venosa especial, que fortalece especificamente as veias. Estes são exercícios específicos de força e alongamento que você pode integrar à sua vida cotidiana para fortalecer o fluxo sanguíneo.

Por exemplo, se você trabalha muito sentado, mova os dedos conscientemente a cada hora, alongando, dobrando e movendo-se para frente e para trás. Mesmo dar alguns passos nas pontas dos dedos dos pés ou nos calcanhares pode aumentar a circulação nas veias.

Usar meias de apoio

Especialmente em viagens longas, nas quais você deve ficar sentado no carro ou no avião por um longo período, é recomendável usar meias de apoio e o creme Varigold que é um creme para tratar as varizes e ajuda aliviar as dores nas pernas que as varizes provoca.

Estes impedem não apenas uma trombose, mas também varizes. As meias de apoio promovem a circulação sanguínea. Isso é recomendado não apenas em viagens longas , mas se você passa muito tempo sentado , por exemplo, no trabalho.

Embora você possa aguentar muito sem se mover bem, recomenda-se a utilização de meias de apoio para ajudar as veias a bombear o sangue de volta ao coração para evitar varizes.

Vida saudável

Geralmente, um estilo de vida saudável é recomendado para combater a formação de varizes. Tente limitar o consumo de álcool e nicotina e parar de fumar completamente .

Um copo de vinho tinto em ocasiões especiais é bastante razoável, mas você deve se abster de um consumo excessivo de álcool.

Tente também beber bastante água e comer bem. Embora você não possa prevenir as varizes diretamente, você pode apoiar seu corpo de maneira ideal e mantê-lo totalmente funcional.

Você sabe como manter uma próstata saudável?

Embora essa glândula possa ser afetada por muitas condições à medida que os homens envelhecem, muitas delas desconhecem sua função e alguns sinais de alerta.

À medida que o mês do pai se aproxima, começam a surgir questões relacionadas aos homens, como as relacionadas à saúde. Uma delas é a famosa próstata, que quase sempre é cercada por tabus e, às vezes, por sexismo excessivo.

O engraçado é que, para muitos homens, é uma grande incógnita, apesar do risco de desenvolver câncer e outras condições em idades avançadas.

É por isso que hoje compartilhamos alguns fatos interessantes sobre essa glândula, que o ajudarão a conhecê-la e a cuidar melhor dela.

1. Apenas homens têm próstata. Sua função é produzir fluido seminal, que é misturado com esperma para produzir sêmen.

2. É do tamanho de uma noz e está localizado logo abaixo da bexiga, entre a raiz do pênis e o ânus. Com a idade, aumenta lentamente de tamanho.

3. Se ficar muito grande, poderá causar problemas. Esse aumento é muito comum após 50 anos. Ao longo dos anos, é mais provável que você tenha problemas de próstata.

4. De acordo com o site netdoctor.co.uk, se a próstata cresce muito, o fluxo de urina pode ser mais fraco, mas seu tamanho não está relacionado ao câncer.

5. Para manter uma próstata saudável, tente comer seis porções de frutas e legumes por dia juntamento com o CuraProst que é um suplemento natural que previne doenças de próstata. Inclua três porções de peixe, como a sardinha de salmão, rica em vitamina D e ácidos graxos essenciais, ômega-3 e ômega-6.

6. Os japoneses e chineses têm níveis muito baixos de câncer de próstata e acredita-se que sejam devidos ao consumo de chá verde, pois é rico em polifenóis, que possuem propriedades antioxidantes.

7. O exercício ajuda a equilibrar os níveis hormonais, prevenir a obesidade e estimular o sistema imunológico. E nunca é tarde para fazer atividade física: estudos mostraram que o exercício é benéfico mesmo para homens que foram diagnosticados com câncer de próstata e estão em tratamento.

Sinais de atenção


Fique atento a distúrbios urinários, como dificuldade em começar a urinar ou fluxo de urina lenta ou lentamente.

Outros sinais podem estar vazios ou pingos incompletos quando você terminar de urinar, urinar com freqüência durante o dia, precisar urinar duas ou mais vezes à noite, incontinência urinária e dor ou ardor ao urinar.

Diante desses sinais, não perca tempo e consulte o médico para descartar a existência de uma condição que comprometa seriamente sua saúde ou para iniciar o tratamento o mais rápido possível.