Endorfina - Endorfina


Ganepão 2017

Ganepão 2017: 7º Congresso Brasileiro de Nutrição Integrada – CBNI e 3º Congresso Brasileiro de Pre, Pro e Simbióticos – PreProSim,

Ganepão 2017Foram 5 dias de intensa atividade científica e com números expressivos de público e atividades. Foram 2500 congressistas presentes, 755 aulas distribuídas em 10 salas, sendo 8 delas com tradução simultânea.

É o segundo ano consecutivo que a Revista Endorfina acompanha este evento de grande destaque na área da saúde e podemos observar o crescente aumento do número de profissionais interessados nas aulas sobre nutrição esportiva. Na edição de 2016 atingiu a capacidade máxima em todas as palestras deste tema e então, a partir de 2017 criou-se um espaço intitulado “NEXSA- Congresso internacional de nutrição, exercício e saúde”.

Palestrantes nacionais e internacionais ( 21 palestrantes estrangeiros) garantiram maior riqueza e pluralidade dos temas abordados. Em especial, palestras sobre os temas atuais em nutrição clínica, oncologia, esportiva e também discussões sobre as dietas da moda.

O presidente do Ganep Dr. Dan Waitzberg palestrou no penúltimo dia de congresso e apresentou estudos e dados relevantes dos avanços no estudo sobre probióticos e suas aplicações para promoção da saúde, juntamente com bons hábitos de vida e , inclusive, falou sobre sua visita na próxima segunda-feira (dia 19) em Brasília com líderes governamentais para discutir avanços nas políticas públicas e possível inclusão de protocolos de probióticos para a saúde pública.

Lançamentos apresentados

VITAFOR: Whey protein isolado em sachês de 15 gramas , módulo de proteínas para nutrição enteral e/ou nutrição oral.

TAMARINE : Goma com mix de fibras, rico em fibras.

NESTLE: Suplemento proteico e polivitamínico Nutren Sênior, nos sabores chocolate, café e baunilha.

ACHE: óleo de peixe em cápsulas “Proepa gesta”, cramberry em cápsulas “ Cisberry” , extrato de café verde, óleo de cártamo e picolinato de cromo em cápsulas.

 

Juliana Rosa, Nutricionista, CRN-3 23665

Graduada desde 2007,pelo Colégio Salesiano de Santo André. Especialista em Nutrição desde 2009. Atendimento em consultório e Personal Diet com foco na área esportiva. Consultora em empresas de alimentos e Colunista da Revista Endorfina e Blog do Profissional na revista eletrônica Marketing Nutricional. Dúvidas, enviar e-mail para juliana_marinaro@yahoo.com.br ou (11) 99875-3509.

Ganepão 2017

 

Arnold 2018Segundo ano realizado em São Paulo, nos três dias obteve a visitação de 6.780 lojistas e 960 proprietários de academia e 83 mil visitantes, recorde de todas as edições realizadas no Brasil.

Presença de 10 mil atletas envolvidos em provas de mais de 40 modalidades esportivas, onde algumas valeram vaga para acesso à categoria profissional, além da tradicional área de estudos com palestras de importantes experts no assunto.

O Arnold Conference reuniu 2.500 profissionais de nutrição, medicina esportiva e educação física para palestras e workshops. Junto desse verdadeiro batalhão estavam mais de 700 jornalistas e influenciadores digitais credenciados para cobrir a feira de Schwarzenegger. A Revista Endorfina esteve presente pelo segundo ano consecutivo para trazer todas as novidades para nosso público seleto, ávido por novidades!

Arnold Schwarzenegger, criador do evento, não pode participar pessoalmente como foi as ultimas edições mas afirmou “fará o possível para estar no próximo ano”, que acontece nos dias 12, 13 e 14 de abril de 2019, no Transamérica Expo Center.

Repetirá a mesma cortesia de desconto do convite em 50% para quem trazer 1kg de alimento não perecível. Nesta ultima edição foram 6 (seis) toneladas arrecadadas e doadas para a Casa do Tiaminho, outro recorde deste evento.

 

E para você que gosta de novidades no mundo dos suplementos ou é profissional da área do esporte, a nossa colunista e Nutricionista Juliana Rosa visitou a feira e traz todas as novidades sobre os suplementos e snacks.

Antes de tudo, é importante lembrar que nenhum suplemento substitui refeição e por isso estamos aqui para trazer sempre novidades para otimizar seu resultado na rotina atribulada do dia-a-dia.

 

Segue o resumo de todos os lançamentos do Arnold Sports Festival South America no Brasil 2018.

 

>>>Black Skull lançou 43 novos produtos e se destaca por ser o maior número de lançamentos desta.

Roud whey bar bolinho proteico nos sabores: chocolate, morango e amendoim

Zero.one barra proteica nos sabores cookie, dough, chocolate brownie, peanut butter e salted caramel.

Maltodextrin heavy hardcore energy (da linha Caveira series) disponível em 3 sabores: laranja com acerola, limão e guaraná com açaí.
Dextrose Extra Quality Energy Sem sabor.

Dry fit sachê 7g fórmula exclusiva de chás naturais com efeito diurético nos sabores Apple cinnamon, Peach Iced tea e Pink lemonade.

BCAA de 150g/300g no sabor Black Berry Lemonade.

Bone Crusher Pré-treino, energético  de 150g/ 300g nos sabores Blue Berry, frutas vermelhas, frutas amarelas, limão, uva selvagem, melancia e limonada com amora.

Cross bonés pré-treino, energético 150g nos sabores Flame rusty, Aggressive Green Aple e Rage Berry.

Last cruzade pré-treino, energético 150g sabores Flamagle lemon e flamable blue Raspberry.

Whey 4 HD whey Protein sache  em caixa com 10 unidades com 26g, nos sabores chocolate e baunilha.

Hidrolisys Proteína hidrolisada com 30g de proteína e 6,3g de BCAA por dose, sabor chocolate e baunilha.

Skeleton Radioactive Fruit combinação de aminoácidos, sabor melancia em embalagem de 150g 300g.

>>>biO2.  Marca de alimentos naturais, orgânicos e vegânos.

Apresentou a linha biO2 Protein. Agora a linha possuí além dos sabores tradicionais: baunilha e alfarroba, mais dois novos sabores: Açaí com banana e Cacau com Maca Peruana. Disponíveis nas versões: barras de 40g, pó em potes de 300g e 908g e o principal lançamento  biO2 Protein shake, a primeira bebida proteica vegana pronta para beber do Brasil, em embalagens tetra pai de 330ml.

>>>Essential Nutrition lançou o Veggie Protein (whey 100%plant based) proteínas vegetais de amêndoa e ervilha sabores: banana com canela, cacau e sabor neutro e, o Beef Protein, proteína da carne bovina livre de hormônios e antibióticos e sem derivados do leite sabor: Banana com canela. E o Pré-Action, bebida energética em sache sabores: abacaxi com hortelã.

>>>Desinchá apresenta o chá com 8 ingredientes: chá verde, mate verde, gengibre, sálvia, carqueja, hortelã, guaraná e alecrim, com efeito diurético, na apresentação de caixa com 60 sachês.

>>>Harts Natural lançou as barras de proteína vegana sabor cacau e amêndoas, cacau e café e coco e baunilha, coberta com chocolate 70% cacau para todos os sabores.

>>>Integral médica apresentou H2out, com efeito diurético, o whey Iso Triple Zero sabor neutro, e o Cycle-6, com 6 matrizes proteicas para absorção gradual sabores: maracujá. Chocolate, vitamina de banana e doce de leite. Palatinose sabor limão e ainda barrinha proteica (sem açúcar) com cobertura de chocolate com recheio sabores: banana, morango limão, amendoim e chocolate.

>>>PIC-ME lançou pasta de amendoim sabores crocante (com pedaços de amendoim), integral e pasta de amendoim com açúcar de coco e sal do himalaia em embalagem prática para o consumo, pouch de 200gramas.

>>>Vitafor apresentou a Taurine, aminoácido isolado vegano L-taurina, para objetivo de melhorar desempenho aeróbico. E o Arginofor, L-arginina que tem função de estimular o fluxo sanguíneo e ação vasodilatadora, entre outras funções.

>>>Verde Campo apresentou Natural Whey LacFree, bebida pronta para beber nos sabores: pasta de amendoim e doce de leite (com 21g de proteína) em embalagens de 250 gramas.

>>>Maxxi Ovos apresentou a  “Clara de ovo pronto para beber” sabor chocolate e ovo caipira líquido disponível em embalagens de 250 gramas e de 1kg.

>>>Max Titanium lançou 15 produtos o whey Top Whey 3W sabores abacaxi, laranja, café com leite, creme de avelãs e mousse de maracujá em embalagens de 900 gramas,  pasta de amendoim crocanteSnack protein sabor cebola e salsa em embalagem de 50 gramas, bebida energética Max Energy com 94mg de cafeína, 1,5 de BCAA e zero açúcar, Xcut stick  blend de chás em pó sabores: tangerina, limão, mel e gengibre com 7 gramas e, o + Sabor, aromatizador de água utiliza suco de fruta concentrado em gotas nos sabores: laranja, limão, morango e uva.

>>>Montevergine apresentou Whey nougat protein bar, barra de proteína sabor pasta de amendoim e brownie de chocolate e PickNick Zero açúcares, snacks coberto com chocolate ao leite com recheio de cereal de arroz, uva passa, amendoim e banana desidratada, todos sem açúcar.

>>>Nutrata Nature lançou 17 produtos, com 6 sabores de Whey Grego churros, torta de limão, cheseecake de chocolate, mouse de maracujá, morango com chantilly e sabor natural e ainda na Linha Premium sabor cookies. Suplemento proteico Ice Cream Grego Whey e barras de whey Grego Bar nos sabores: torta de limão, mousse de maracujá, morango com chantilly e ainda na Linha Predator apresenta o BCAA solúvel sabor limão e laranja, BCAA capa, Hard Whey nos sabores chocolate e morango.

Produtos diferenciais da Linha Nature com o Proto Vegan proteína isolada da ervilha, batata e de arroz sabor baunilha com canela  açaí liofilizada (orgânica).

>>>Performance Science Nutrition lançou BCAA Science mastigável, whey Gourmet Expresso Coffee e Pure Performance Whey sabor baunilha, Glyco Endurance Fuel, suplemento em pó com carboidrato e proteína de rápido e lenta absorção e vitaminas, Shred Thermax, com L-carnitina e cafeína e também a Palatinose Science power, carboidrato de lenta absorção e de baixo índice glicêmico.

>>>Recover lançou Biota One, formulado de 1bilha de UFC de lactobacilos acidófilos e enriquecido com vitaminas e minerais. B Defense High Immunity, formula com proteínas, betaglucana de levedo, geleia real, extrato de açaí e vitaminas para promoção da imunidade. Complexo de fibras Fiber Active + C. Tripel-A Pure BCAA, Texto Replace Testoterona Booster e Whey protein Isolado sem corantes Peptech Pure – T.

 

Juliana Rosa, Nutricionista, CRN-3 23665

Graduada desde 2007,pelo Colégio Salesiano de Santo André. Especialista em Nutrição desde 2009. Atende em consultório e Personal Diet com foco na área esportiva. Presta consultoria para empresas de alimentos e Colunista da Revista Endorfina e Blog do Profissional na Marketing Nutricional. Dúvidas, enviar e-mail para juliana_marinaro@yahoo.com.br ou (11) 99875-3509.

 

Arnold Sports Festival South America – Brasil 2018

Longevida saudavel

VI Congresso Internacional de ciências da longevidade humana do grupo Longevidade saudável e VI Workshop de Nutrição bioquímica fisiológica e I Workshop de Nutrigenômica

De acordo com o estudo do IBGE. Até 25 anos atrás éramos considerados um país jovem. Hoje, estamos num nível intermediário e daqui a aproximadamente 30 anos estaremos consolidando o Brasil como país de população envelhecida. Esse processo ao que tudo indica é irreversível e necessita urgentemente de medidas que possam atender uma população que está se tornando cada vez mais idosa, numerosa e que vai precisar de assistência do estado, diz Juarez de Castro Oliveira, coordenador do estudo.

 

Nesta nova realidade, um grupo de médicos estuda há alguns anos sobre saúde ao passar de alguns dígitos da idade, a fim de promover melhor longevidade, sobretudo maior nível de energia vital e bem estar no envelhecimento. Diferente da medicina curativa tradicional, o foco é a prevenção e não a doença.

Os temas abordados pelos palestrantes são destes cuidados e você pode conhecer os principais aqui. Achou interessante? Então, boa leitura!

Nos dias 27, 28 e 29 de outubro, o evento reuniu 1.000 médicos divididos em duas salas e nesta edição contou ainda com o “I Workshop de Nutrigenômica da Multigene”, sala dedicada para estudos de nutrição aos profissionais que buscam integrar as condutas do médico às orientações dietéticas e vise-versa. Também realizado pelo Grupo Longevidade Saudável.

A integração de médicos e sua equipe são necessárias à difusão do modelo de medicina voltada para a prevenção, para assim aperfeiçoar resultados e ainda pode-se utilizar dos atuais conhecimentos em genética e epigenética em casos mais complexos, por exemplo. Foi apresentado debate sobre os mitos e verdades sobre dietas e as novas diretrizes na nutrição esportiva e fisiologia hormonal. A suplementação de vitaminas e minerais também foram destaques no evento.

No centro do evento, os Stands apresentaram exames genéticos e de imagem, bioimpedância, terapia fisioquântica, fórmulas de manipulação, suplementos, hormônios bioidênticos e suplementos importados como estratégias de promoção da longevidade saudável.

Segundo o professor Marcelo Sady Ladeira “A genética serve como ponte para tratar com precisão a melhor estratégia em nutrição, com tratamentos personalizados”. Apresentou estudo de mulheres portadoras do Alelo C47T,  gene que codifica a aromatase superóxido dismutase onde estas mulheres consumiam menos frutas, vegetais e menos vitamina C do que a média, apresentou maior risco de câncer de mama. Só para ficar mais claro, a aromatase é uma enzima que age como mediador de alguma função fisiológica. “A canela, cúrcuma e resveratrol aumentam a expressão da enzima, com potencial antioxidante”. Uma estratégia bem atraente quando esses ingredientes podem fazer parte da nossa refeição, unindo nutrição e ciência! Não é mesmo?

E quando a preocupação é a alopecia. A quercitina e o resveratrol, bem como o alcaçuz inibem a ação da aromatase, retardando a evolução da doença, destacou o Doutor Marcelo Ladeira.

Segundo Dr. Rothenberg, o óxido nítrico obtido por meio de alimentos como couve, espinafre, beterraba e rúcula também trata a disfunção sexual, bem como a asma, a demência, o glaucoma e a osteoporose. “Praticar exercícios físicos e meditação, rir e se hidratar adequadamente são hábitos de vida que incrementam os níveis de oxido nítrico”.

E vale destacar que já é bem conhecida à combinação de dieta com controle ou baixo teor de açúcares, além de exercícios físicos e ganho de massa muscular interfere positivamente em todos os tratamentos. Sempre acompanhado por profissionais especializados.

“O maior desafio de médio e longo prazo é mudarmos concepções e paradigmas acima de conceitos básicos da fisiologia hormonal. Traçar uma nítida diferença entre o esteroide anabolizante, o hormônio sintético, o hormônio bioidêntico, o hormônio natural. São conceitos tão básicos que não estão sendo adequadamente elucidados e isso tem causado uma confusão de percepção tremenda dentro do contexto de profissionais da saúde. Na área esportiva, quando se fala de hormônio, pode ser relacionado como uma droga, de forma que pode sugerir “fazer crescer” ou “multiplicar sua força”, não é isto que pensamos. Nós estamos propondo dentro deste movimento é utilizar esta ferramenta que é chamada “reequilíbrio hormonal” para promoção de melhor qualidade de restauro, maior qualidade de reparo e é obvio que a potencial consequência deste processo é manter o indivíduo funcional por mais tempo, atuando no parâmetro chamado: “estado de conservação” e, estendendo o certificado de garantia para que ele possa viver não só mais, isso porque é uma tendência mundial. As pessoas estão efetivamente vivendo mais, mas não estão vivendo melhor, elas estão ganhando quantidade e não estão ganhando qualidade. A ideia é associar esse trabalho ao médico tratador, ao médico curador. Mostrar que a medicina da saúde não confunde com nenhum campo da medicina de tratar e intervir nas doenças, esses dois momentos da medicina são altamente complementares e necessários, para promoção de qualidade de vida. E dentro desse modelo agregar profissionais da saúde, pois todos nos formamos uma corrente, unidos nos campos do conhecimento para que possamos remar para a mesma direção. Acredito que o maior desafio reside na educação de base e que ali podemos romper os paradigmas. E, tenho profundo respeito pelo trabalho do Nutricionista. Alimentos são poderosas drogas, que podem conspirar diretamente contra a fisiologia hormonal ou a favor e neste caminho, interagindo como uma equipe só, que é o ultimo legado que este evento deixa. A percepção que temos que “unir forças “, disse o Presidente do congresso, Doutor ítalo Rachid.

 

Juliana Rosa, Nutricionista, CRN-3 23665

Graduada desde 2007, pelo Colégio Salesiano de Santo André. Especialista em Nutrição desde 2009. Atendimento em consultório e Personal Diet com foco na área esportiva. Consultora em empresas de alimentos, Colunista da Revista Endorfina e Blog do Profissional na revista eletrônica Marketing Nutricional. Dúvidas, enviar e-mail para juliana_marinaro@yahoo.com.br ou (11) 99875-3509.

 

VI Congresso Internacional de ciências da longevidade humana…

fotoEste ano, o Meeting Brasileiro de Nutrição Esportiva contou com muitas novidades como o 1ª Expo Internacional de Suplementos & Superfoods e a Sport Nutrition Clinic Experience apresentando cases de sucesso da rotina clínica.

A “Sala Nutri Experience” com as novas tecnologias da Clínica do Futuro e demonstração de equipamentos para melhores resultados, com a presença de atletas e praticantes de exercícios físicos em todas as modalidades esportivas, trocando experiências.

O evento ocorreu nos dias 6 e 7 de outubro, com a coordenação científica do Dr. Marcelo de Carvalho, nutricionista e educador físico e do Dr. Henry Okigami, farmacêutico bioquímico. E nomes de peso para ministrar as palestras.

A Dra. Carol Yoshioka, nutricionista de grandes nomes da ginástica artística brasileira, como Diego Hypolito, Arthur Zanetti e Arthur Nory, destacou a importância da nutrição para o desenvolvimento de atletas em sua performance e estratégias para potencializar os resultados na prática esportiva.

O médico Dr. Paulo Muzy explicou as diferenças entre os tipos de físicos encontrados na prática clínica, e como devem ser as principais intervenções nutricionais para cada paciente. O médico do Flamengo Márcio Tannure mostrou os protocolos de avaliação da hidratação em atletas em sua prática clínica, evidenciando os principais protocolos utilizados e o padrão ouro para avaliar.

Destaco um novo conceito apresentado pelo Professor Dr. Erico Caperuto, intitulado: “Aposentadoria fisiológica”, onde temos a possibilidade de cuidar da saúde desde o possível para promover reserva de músculos, por exemplo e,  sobre tudo,  cuidar da saúde como um todo, para assim, envelhecer de forma mais saudável.

E a cereja do bolo, na minha opinião, ao acompanhar na teoria e na prática técnicas de como utilizar os alimentos fonte de proteínas e diferentes preparações durante a aula da chef funcional Lidiane Barbosa, e do chef e nutricionista André Luiz, que compartilhou estratégias low carb, receitas e combinações que contribuem para o desempenho esportivo. Para quem acompanha minhas redes sociais, vou compartilhar essas receitas logo mais. Mas já adianto, degustei boa parte lá e são simplesmente fáceis e delíciosas!

LANÇAMENTOS

>>> Suplemento proteico “PureWhey” de morango e chocolate da “Max Titanium”.

>>> Suplemento proteico “ Iridium Whey Woman” com colágeno e sabor chocolate.

>>> Aminoácido essencial “Aminnu”, que contém enxofre em sua composição, substância necessária para a produção do antioxidante natural glutationa, o mais presente no corpo humano, da “Central Nutrition”.

>>> Cápsula de óleo de cártamo, cafeína, óleo de girassol e óleo de semente de uva com vitaminas e cromo “Kimera Woman” da “Iridium Labs.”.

>>> Suplemento proteico “4W Protein Black”, New Millen.

>>> Suplemento proteico “Whey Vhita”, Vhita.

 

Juliana Rosa, Nutricionista, CRN-3 23665

Graduada desde 2007, pelo Colégio Salesiano de Santo André. Especialista em Nutrição desde 2009. Atendimento em consultório e Personal Diet com foco na área esportiva. Consultora em empresas de alimentos, Colunista da Revista Endorfina e Blog do Profissional na revista eletrônica Marketing Nutricional. Dúvidas, enviar e-mail para juliana_marinaro@yahoo.com.br ou (11) 99875-3509.

 

6º Meeting Brasileiro de Nutrição Esportiva

Dra. Valeria Paschoal - Diretora da VP Centro de Nutricao Funcional e presidente do Congresso“Novas Perspectivas da Nutrição Funcional: Alimentando um futuro sustentável”, foi o tema da edição 2017.

O congresso integrou duas áreas da Nutrição: a Nutrição Clínica Funcional e a Nutrição Esportiva Funcional, além do auditório “Espaço Culinário” onde passaram Nutricionistas e Chefs da culinária orgânica e funcional.

A Dra Valéria Pascoal deu inicio às atividades do evento com a coletiva de imprensa, onde explanou todos os desafios e avanços, sobretudo das ações realizadas para promover maior inclusão de alimentos orgânicos e sustentáveis. As PANCS – plantas alimentícias não convencionais, também foi tema brilhantemente discutido, e podem estar presentes na refeição.

A Nutricionista Lívia da Cruz Esperança, Coordenadoria de Alimentação Escolar municipal de São Paulo, esteve presente na coletiva, dentre representantes da comunidade científica. Declarou que desde outubro do ano passado não é entregue salsicha na refeição escolar e novas mudanças serão feitas, como a saída de néctares por suco integral de fruta. Destaca ainda que foi observado consumo elevado de algumas crianças ao repetir pão e lanches e por outro lado deixam de comer arroz e feijão, alimentos cotidianamente básicos na mesa do brasileiro.

Para aquele momento foi sancionado a Lei PL 451/ 2013,  que na época gerou grande polêmica, por controlar consumo de alguns alimentos. Na verdade, a lei foi criada para democratizar o alimento regional e promover o consumo de alimentos orgânicos. Vale destacar, ainda, o importante projeto de hortas orgânicas em escolas públicas de São Paulo, promovida pela mesma coordenadoria.

O evento foi acompanhado por profissionais de Nutrição, Psicologia, profissionais da área da saúde com enfase em Coach.

Destaco para as duas aulas da Nutricionista Andreia Naves, Diretora da VP – Centro de Nutrição Funcional e Presidente do evento edição 2017. Através de estudos bem delineados, aborda a importância do consumo de alimentos fonte de antioxidantes durante e após o treino, com frutas como a banana e a pera, ômega 3 entre outros suplementos mostraram bons para melhora da desenvoltura e hipertrofia muscular.

E não para por ai, o evento foi recheado de lançamentos, destaco os principais abaixo:

LANÇAMENTOS

>>>Bebidas funcionais de frutas “Life Mix”, com vitamina C e D, cálcio, fibras e ácido fólico.

>>>Isocrisp Vegan, suplemento 100% vegetal (proteína de arroz e ervilha), Suplemento vegano com mix de proteínas vegetais e Adoçante xilitol da “VitaFor”.

>>> Molho vegatal de coco, Néctar de coco e chips salgados de coco orgânicos, Spray de óleo de coco da “Copra”, entre outros produtos com novas embalagens.

>>> Hamburguer e outros produtos de carne “Korin”.

>>> Barinhas veganas de proteína de arroz e ervilha “Nutrify” com nibs de cacau e alfarroba.

>>> Açaí 100% liofilizado em pó da “Açaí da Fábrica”.

>>> Sopa proteica sabor tomate e cúrcuma e Bebida de cranberry da “Essencial Nutrition”.

>>> Whey para mulheres sabor baunilha, Achocolatado premium livre de açúcar e Adoçante da “Sanavita”, com peptídeos de colágeno.

>>> Snacks saudáveis sabor chocolate “ Belive”

>>> Proteína vegana (arroz e da ervilha) e Colágeno com peptídeos bioativos de colágeno hidrolisado Verisol e Adoçante xilitol da “Vhita”.

>>> Petiskos de ervilha e cury, Barrinhas de frutas com alfarroba e produtos voltados para a saúde da mulher “Mundo Verde”.

>>> Suco de açaí e berries “Campo Largo”.

>>> Farinha de sorgo “Farofita”, espécie de grão com alto teor de proteína, vitamina e minerais.

>>> Pratos prontos da “Eat”. Tive prazer de degustar a salada de quinoa e frango desfiado em uma das pausas do congresso! Aprovadíssimo!

 

Juliana Rosa, Nutricionista, CRN-3 23665

Graduada desde 2007, pelo Colégio Salesiano de Santo André. Especialista em Nutrição desde 2009. Atendimento em consultório e Personal Diet com foco na área esportiva. Consultora em empresas de alimentos, Colunista da Revista Endorfina e Blog do Profissional na revista eletrônica Marketing Nutricional. Dúvidas, enviar e-mail para juliana_marinaro@yahoo.com.br ou (11) 99875-3509.

 

XIII Congresso Internacional de Nutrição Funcional

emar_final

                                                                       Por Hugo Aguiar

Uma das grandes sacadas que os melhores  fabricantes  de equipamentos do Brasil, clientes da Emar Fitness, já  tiveram até hoje, foi perceber a diferença entre preço e  valor nos produtos injetados em  PVC.  Deixe- me  explicar: o preço é o que eles efetivamente pagam por    esses produtos, mas o valor…  ahh o valor! É o que  eles  levam e oferecem em seus  equipamentos!

Pois, são  produtos com uma excelente qualidade e a  maior durabilidade que o mercado pode oferecer.

Esses  produtos não enferrujam e não descascam. Amortecem impactos, por isso não geram ruídos no treino, pois são  fabricados com alto padrão de qualidade. Antes de uma grossa camada de PVC, muitos itens tem uma alma de aço!

Faça um teste, use componentes injetados em PVC, você se surpreenderá da mesma forma que esses fabricantes!

Case de sucesso

4MEET DE NUTRIÇÃO ESTÉTICA_2017Nos dia 19 e 20 de maio aconteceu o 4 Meeting brasileiro de Nutrição estética, promovido pela agencia E4, um dos eventos mais aguardados pelos nutricionistas que atuam na área estética. E também, a primeira edição do Congresso de Fitoterapia, no dia 18.

É um tema gera muito interesse pelos brasileiros. O Brasil é o segundo lugar no ranking de números de cirurgias plásticas, superado apenas pelos Estados Unidos, segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps, na sigla em inglês), onde já ocupou o primeiro lugar, em 2013, demonstrando que o cuidado com a estética sempre foi uma busca comum.

A procura por estes cuidados sempre foi de maioria feminina e os homens se preocupam cada dia mais com alguns cuidados que eram exclusivamente delas. O consultório dos nutricionistas cresce a busca pelo cuidado para o envelhecimento mais saudável. Muitas vezes está ligado a autoestima e vai além de protocolos com vitaminas, minerais ou uso de colágeno.

Foram três dias de atualização científica e aprimoramento clínico, 19 palestras, mais de 20 marcas expositoras, que apresentaram lançamentos em primeira mão aos 1200 participantes dessa edição, que pode conferir e destaco para a excelente organização do evento. Intervalos recheados com deliciosos pratos da Chef funcional Renata Macena e o esperado brownie, feito com biomassa de banana verde, junto à degustação de produtos apresentados pelas marcas presentes.

Organização da rotina alimentar, sono reparador, elementos metabólicos para modular o estresse oxidativo e envelhecimento foram alguns dos temas abordados.  Em especial, o cuidado na microbiota intestinal com bactérias benéficas, conhecidas como probióticos, pode ser necessário para promover melhor imunidade, diminuição de reações alérgicas e até compulsão alimentar, você sabia disso?

Destaco os stands do “Amor em Nutrir” trouxe informações de cursos para atendimento em consultório, “Instituto Ana Paulo Pujol“, que inclusive a própria nutricionista foi palestrante no evento e trouxe materiais didáticos para auxilio da conduta nutricional, “Diet Smart“ com software de atendimento nutricional, stand “Leguminhos” com snacks feitos a base de suco funcional desidratado e stand “LuminusLife” com os chás orgânicos baixa caloria, entre outras importantes empresas do meio.

Gustavo Negrini, diretor do evento, fala: “A questão do impacto ambiental, quando você organiza o evento, no descarte dos materiais, é um ponto muito importante que a E4 procura trabalhar isso ao longo de todos esses anos (este ano está completando 10 anos), 90% das madeiras são reutilizadas, os copos descartáveis são biodegradáveis” entre outros cuidados.

 

Juliana Rosa, Nutricionista, CRN-3 23665

Graduada desde 2007, pelo Colégio Salesiano de Santo André. Especialista em Nutrição desde 2009. Atendimento em consultório e Personal Diet com foco na área esportiva. Consultora em empresas de alimentos, Colunista da Revista Endorfina e Blog do Profissional na revista eletrônica Marketing Nutricional. Dúvidas, enviar e-mail para juliana_marinaro@yahoo.com.br ou (11) 99875-3509.

4º Meeting Brasileiro de Nutrição Estética

dor-em-joelhoDifícil encontrar algum aficionado de esportes ou academia que não tenha passado qualquer perrengue com os joelhos pelo menos uma vez na vida. Porém, se as articulações dessa região costumam estar na berlinda com certa frequência, isso não significa que a atividade física deva ser deixada de lado. Mexer o corpo e ter joelhos saudáveis são duas coisas conciliáveis, sim. E a confirmação vem de descobertas científicas recentes.

Um desses trabalhos foi conduzido por várias instituições americanas e acompanhou 2 637 pessoas durante dez anos – uma parte era amante de corrida e a outra nunca tinha experimentado a atividade. Resultado: aqueles que calçavam o tênis e davam uns piques por aí não demonstraram maior risco de desenvolver osteoartrite no joelho, uma doença dolorosa na qual a cartilagem das juntas se desgasta e piora ao longo do tempo.

Outro estudo que inocenta os exercícios físicos da acusação de detonar os joelhos vem da Universidade de Brigham Young, também nos Estados Unidos. Os pesquisadores analisaram sinais inflamatórios nessa articulação de homens e mulheres entre 18 e 35 anos, antes e depois da corrida. E adivinha? Os índices de inflamação na região caíram após 30 minutos de atividade.

Ficou animado para trotar no parque ou bater aquela pelada com os amigos? Para os joelhos colherem os benefícios dos exercícios sem passar por sufoco, algumas medidas são imprescindíveis. “Entre os principais fatores que provocam lesão na área estão baixo condicionamento físico e flexibilidade limitada”, contextualiza o ortopedista Marco Demange, chefe do Grupo de Joelho do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas de São Paulo.

A melhor maneira de resolver tais questões é investir no aquecimento e no alongamento antes do suadouro. “A passagem do repouso para o ritmo de treino deve ser progressiva”, orienta o especialista em medicina esportiva Ricardo Munir Nahas, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte. “E o alongamento precisa ser realizado com o corpo já aquecido”, pontua.

Fortalecimento muscular, postura e execução correta dos movimentos entram no combo em defesa dos joelhos. Até a escolha do calçado faz diferença. Mas a medida básica – e talvez mais importante – é não forçar a barra, como se fosse um atleta olímpico. Agora, para quem realiza esportes que envolvem contato com outros jogadores, como futebol e basquete, tem ainda a preciosa dica de escapar de encontrões perigosos. “Movimentos de rotação do joelho e, principalmente, mudanças bruscas de direção podem causar o rompimento do ligamento cruzado anterior”, informa Demange. “E, na maioria dos casos, esse tipo de lesão requer tratamento com cirurgia”, acrescenta.

Até aqui você aprendeu o que fazer para prevenir uma lesão. Mas como agir quando não consegue escapar dela? Primeiramente, não dá para abrir mão do acompanhamento profissional. “O tratamento de um joelho machucado depende da sua gravidade. Cabe a um médico avaliar o grau da lesão e indicar os procedimentos adequados para a sua recuperação”, esclarece o ortopedista Mário Lenza, do Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista.

O assunto rende tanto pano para manga que, em 2015, cientistas de várias partes do mundo se reuniram no IV Congresso Internacional de Pesquisa de Dor Patelofemoral, em Manchester, na Inglaterra, para discutir as condutas mais corretas quando os joelhos sofrem. Ao fim do encontro surgiu uma espécie de guia com diversas recomendações.

A primeira delas é não negligenciar incômodos na região. “Dores na articulação do joelho são frequentes em quem pratica atividades físicas. Porém, apesar de sua alta incidência, elas não devem ser consideradas normais”, concorda o ortopedista e cirurgião de joelho Pedro Baches Jorge, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Por isso, nada de achar que a fisgada foi motivada por um treino supereficiente. Dor de início súbito e persistente, além de dificuldade de movimento ou inchaços nas articulações, é alerta de que algo não vai bem. De novo: tem que buscar um especialista para um panorama preciso da situação. Outra orientação levantada naquela reunião de experts é não se afundar no sofá após uma contusão.

O certo é apostar em uma reabilitação que inclua atividade física. “Enquanto sessões de fisioterapia auxiliam na cicatrização da lesão, os exercícios podem ser direcionados para o fortalecimento das áreas afetadas”, explica Lenza.

Aliás, fortalecimento é palavra de ordem nesse período. Tanto é que deve envolver outras regiões fora o joelho contundido. “Hoje sabemos que não basta olhar só para a musculatura ali ao redor. O equilíbrio se inicia nos quadris”, ensina Baches. “Essa estrutura é fundamental na absorção de impacto. Portanto, ele ajuda a não sobrecarregar a articulação dos joelhos”, explica o fisioterapeuta Thiago Fukuda, diretor clínico do Instituto Trata, em São Paulo. Definitivamente não dá para deixar essa parte do corpo de fora do treinamento.

 

 

Lesões no joelho: Como cuidar e evitar?

Método pode melhorar a vida não apenas daqueles que buscam a paz interior mas também de todos que buscam melhorar seu desempenho em qualquer tipo de esporte.

Yoga para homemAs posturas realizadas durante a prática têm ação direta no desempenho de atividades físicas.Quer saber como? Quem ensina é a professora de yoga Claudia Faria, no curso “Yoga para praticantes de atividade física”, realizado pelo Namu Cursos, plataforma de cursos online que incentiva as pessoas a buscarem um estilo de vida equilibrado.

Unindo a experiência de 14 anos do yoga à prática de diversos esportes ao longo da vida, a professora Claudia Faria, de São Paulo, desenvolveu técnicas baseadas nos movimentos clássicos dos ramos Hata e Ashtanga yoga. “O curso foi desenvolvido com o objetivo de proporcionar aos praticantes de esporte uma possibilidade de estimular seus pontos fracos, bem como compensar o desenvolvimento muscular de cada esporte e prevenir lesões”, explica Claudia.

As posturas realizadas durante a prática têm ação direta no desempenho de atividades físicas. “Para os atletas, as técnicas são selecionadas de acordo com o esporte e a necessidade individual. A prática em si ajuda a aumentar flexibilidade, tônus muscular, equilíbrio, controle emocional, aumenta o poder de concentração, a capacidade de realização de objetivos pessoais e também ajuda a desenvolver raciocínio rápido e a autoconfiança, aumentando a resistência física e mental para permanecerem por mais tempo no seu limite”, diz Cláudia.

 

Os benefícios variam bastante de acordo com o estilo. Pensando em como o yoga pode melhorar o desempenho em diversos esportes, o curso, dividido em nove aulas, tem a filosofia de um trabalho personalizado disponibilizando um formato para cada necessidade:

  • Inicialmente, compreender os exercícios do Yoga para aqueles que nunca praticaram;
  • Melhorar a resistência cardiovascular e condicionamento físico;
  • Aperfeiçoar a resistência muscular e habilidade emocional e mental, a fim de ampliar os limites do corpo;
  • Evitar lesões e pedalar melhor: a aula ensina a desenvolver tônus e resistência dos membros inferiores e compensar a musculatura utilizada no ciclismo e demais esportes que forçam muito as pernas.
  • Evoluir sua corrida: Trata-se do desenvolvimento da capacidade pulmonar, controle e administração da respiração para ajudar a oxigenação muscular a fim de evitar a dor lateral no abdômen durante a iniciação da corrida e exercícios para fortalecer as articulações como: tornozelo, joelho e quadril. Assim como ajudar na performance de quem pratica esportes de longa duração e resistência.
  • Melhorar seu consumo de ar no mergulho: Respirar pode ser algo simples, mas é mais complexo do que podemos imaginar. A sexta aula é focada em desenvolver a capacidade pulmonar, fortalecer os músculos auxiliares da respiração para melhorar a capacidade da Apneia, desenvolver força nos músculos do abdômen e costas!
  • Yoga para lutadores: a intenção da aula é trabalhar e desenvolver a força no equilíbrio para criar uma base sólida e desenvolver agilidade.
  • Aprimorar a flexibilidade e descontração das fibras musculares para evitar ruptura, estiramento e lesões causadas pela rigidez muscular, ideal para os frequentadores de academia.
  • Do yoga à escalada: a última aula tem como objetivo fortalecer as articulações dos membros superiores, como dedos, punho, cotovelos e ombros. Além de desenvolver flexibilidade nas pernas e ganhar força e resistência no Core, costas, ombros e braços.

 

 

Prática de yoga ajuda em outros esportes

Válido como 21º Mundial entre os homens e o 14º Mundial entre as mulheres, evento tem confirmada a participação de mais de 140 pilotos de 25 países e será realizado entre os dias 6 e 19, com voos entre Formosa (GO) e a capital federal.

311626_702638_292880_635057_57Durante o período de duas semanas, a capital federal brasileira será invadida pelos melhores pilotos de voo livre do mundo, para o Campeonato Mundial de Asa Delta da FAI (Federação Aeronáutica Internacional), válido como a 21ª edição para os homens e a 14ª para as mulheres. A competição terá início em 6 de agosto e término no dia 19, reunindo mais de 140 pilotos de 25 países já pré-confirmados. Enquanto Brasília e municípios vizinhos receberão as aterrissagens, a cidade de Formosa, em Goiás, terá as decolagens no Vale do Paranã, a 92 km do Distrito Federal, com uma rampa a cerca de 1.000 metros de altitude e, por possuir clima seco, atrai atletas brasileiros e estrangeiros praticantes do esporte.
“Além de Brasília ter as condições climatológicas muito propícias para o voo livre, a cidade tem uma história muito forte no cenário da modalidade no Brasil e no mundo. Já foi sede do Campeonato Mundial em 2003 e depois destes anos todos seguiu como sede das etapas do Brasileiro de Asa Delta, sendo uma das mais disputadas do circuito, com grande quantidade de provas e estabilidade em termos de clima”, conta Dioclécio Rosendo, vice-presidente da Confederação Brasileira de Voo Livre (CBVL).

“Outro fator que chama atenção para cidade-sede do evento, é que você voa do interior e vem na direção da cidade. Assim, é uma forma de presentear não somente o público de Brasília e municípios vizinhos, como também os pilotos participantes da competição, que decola da zona rural e vem pousar na região urbana de, nada mais nada menos, do que uma capital federal”, complementa o dirigente da CBVL.

Até o momento, 144 pilotos estão pré-inscritos na competição, faltando apenas a aprovação da organização. Eles representam 25 países: Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, EUA, Equador, França, Guatemala, Holanda, Inglaterra, Itália, Japão, Liechtenstein, México, Noruega, Nova Zelândia, República Tcheca, Rússia, Suécia, Suíça, Uruguai.

Favoritos – No masculino, o favorito é o atual campeão mundial, o italiano Christian Ciech, vencedor em 2015 no Valle de Bravo, no México. Outros pilotos, também candidatos ao título, são os atuais três primeiros do Ranking FAI: o australiano Jonny Durand, número 1 do mundo e vencedor do Pré-Mundial em 2016, disputado em Brasília, o brasileiro André Wolf e o austríaco Thomas Weissenberger. Entre as mulheres, as favoritas são a japonesa Yoko Isomoto, a atual campeã do Mundo, e a alemã Corina Schwiegershausen, que ocupa a segunda posição no Ranking Femimino da FAI.

“Como teremos muitas provas e o nível técnico dos participantes é bem elevado, embora alguns pilotos possam ser citados como favoritos no individual, teremos facilmente de dez a doze nomes que podem conquistar esse título”, avalia Dioclécio. “Entre as nações, a disputa também promete ser bastante acirrada. Os italianos, atuais campeões mundiais e vencedores do Pre-Mundial do ano passado, em Brasilia, mesmo sem alguns de seus principais pilotos competindo, terão um páreo duro pela frente contra o time brasileiro, que atualmente lidera o Ranking FAI de nações e tem cinco pilotos entre os dez primeiros do rankig mundial”, conta Dioclécio Rosendo. Além de André Wolf, estão no top 10 David Brito Filho, Álvaro Sandoli, O Campeonato Mundial de Asa Dela, uma realização é da Confederação Brasileira de Voo Livre e Zenith Marketing, tem a Voe Tur como agência oficial de turismo.

Serviço:
Campeonato Mundial de Asa Delta
Data: 6 a 19 de agosto
Local: Rampa do Vale do Paranã, em Formosa (GO)

 

 

 

 

 

publicidade